segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Vergonhoso desrespeito aos aposentados e pensionistas

 

Vergonhoso desrespeito aos aposentados e pensionistas

 

Mais uma vez os políticos brasileiros dão demonstração da sua indiferença e descaso em relação ao aposentado brasileiro, agindo com absoluta crueldade quando se fala em reajuste anual dos seus ganhos.

Enquanto decidem por um “aumento” de 14,26% para o salário mínimo, determinam que o reajuste dos aposentados seja de apenas 6,08%.

Parece brincadeira, mas é a realidade do Brasil. Este mesmo Brasil que inventaram agora que é a sexta economia do mundo.

Esta perversidade, em relação aos aposentados, não é de agora e ninguém pode querer acusar a pessoa da atual presidente, posto que é coisa dos políticos, desde os tempos do Fernando Henrique Cardoso, mantido pelo Lula e agora, lamentavelmente, também pela Dilma.

A crueldade se caracteriza por vários fatores:

 

·        É a fase que a pessoa mais precisa de algum dinheiro, sobretudo para comprar remédios e tratar da sua saúde.

·        O aposentado é massacrado pelos planos de saúde, por causa da sua idade. Os valores cobrados são tão elevados, que inviabiliza a qualquer idoso ter condições de manter um plano. Geralmente quando um idoso tem plano de saúde, é bancado pelos filhos, isto quando os filhos não o abandonam em um albergue ou o depositam no quarto de empregada lá nos fundos da casa. A esmagadora maioria dos aposentados brasileiros não tem a menor condição de manter plano de saúde.

·        Os alimentos são mais caros pois, a partir do momento que o médico restringe a sua alimentação, por conta dos problemas de hipertensão, diabetes e todas as complicações de saúde que sempre se fazem presentes na vida do idoso, são recomendados alimentos mais leves, como arroz integral e comida especial, sempre ele tem que pagar mais caro por isto. Um quilo de arroz integral é o dobro do arroz comum, tudo é mais caro.

 

Todo mundo sabe muito bem que o idoso consome produtos em geral que tem os seus preços alterados por índices maiores que a própria variação do salário mínimo. Que matemática é essa que o governo utiliza e que milagre esperam os políticos que os aposentados façam para continuarem comendo e vivendo?

Exatamente neste período, o Governo Federal, esse mesmo que ele depositou confiança ao longo de mais de trinta anos de trabalho, contribuindo fielmente, lhe passa a perna, aplica-lhe um golpe e acaba com os seus recursos.

Qualquer pessoa que não é analfabeta em matemática elementar, sabe o quanto os ganhos dos aposentados vêm sendo corroídos ao longo dos anos, em direção à zero. Cada ano que o governo faz isto, mais o valor real de ganho do aposentado é corroído.

Por exemplo: Se alguém trabalhou durante mais de 30 anos e contribuiu para uma aposentadoria de 8 salários mínimos, o que poderia, talvez, lhe dar um padrão de vida sem dificuldade, tendo se aposentado no ano 2000, com certeza absoluta o que este alguém está recebendo hoje é muito aquém disto, menos da metade, e a tendência, do jeito que vai, é não passar de um salário mínimo.

Isto é uma vergonha! Isto é um roubo, isto é uma das maiores desonestidades e descaramento governamental.

Repito mais uma vez para os radicais extremistas do PT que sempre baixam o cacete em mim quando escrevo contra as cachorradas dos políticos, que não estou escrevendo necessariamente contra o PT e sim contra TODA A CLASSE POLÍTICA, posto que esta perversidade é endossada e praticada por políticos de todos os partidos, inclusive PSDB, PMDB, PTB e todos.

Esta perversidade para com os idosos é uma demonstração de que é uma tremenda falácia, essa conversa fiada de que a vida do brasileiro melhorou, nos últimos tempos.

Quais brasileiros?

Os nossos idosos, aposentados e pensionistas também não são brasileiros?

Diante de um quadro desses, as suas vidas melhoraram em quê?

E ainda vem com esse papo de que somos a sexta economia do mundo?

Existe, sim, um tipo de brasileiro para o qual a vida melhorou, e muito:

Os bandidos perigosos, assassinos e terroristas que agora tem até ganho governamental para os seus familiares, proteções em excesso, direitos e mais direitos, indultos, redução da pena, visita íntima e toda essa bondade que o poder público lhe dedica, sem que os familiares das suas vítimas tenham os mesmos direitos.

Melhorou muito para os políticos, que podem praticar todo tipo de corrupção, enriquecer a vontade, sem correr o risco de serem presos e nem perderem os mandatos. Caso perca é apenas por pouco tempo, porque volta com facilidade.

Para os sindicalistas, que estão mamando com uma facilidade enorme.

Para estes melhorou muito.

A ridícula argumentação é que se aumentarem os idosos pelo menos no mesmo índice do salário mínimo, quebra a previdência social.

Uai, e porque os aumentos abusivos para os políticos não quebram a previdência? Todo ano eles aumentam absurdamente os seus próprios salários e não é em 6 por cento não, é em mais de 60 por cento?

Por que tem BILHÕES e BILHÕES para construção de estádios de futebol para atender apenas o período de um mês de copa do mundo e não tem para os aposentados, que são OS DONOS DO DINHEIRO DEPOSITADO?

Esses bilhões destinados a construir estádios não fazem falta para a previdência?

Quanta cachorrada, quanta pouca vergonha.

 

Estou empregado, tenho carteira assinada.

 

Grandes coisas. Encontramos brasileiros extremamente bobos, desinformados ou talvez semi analfabetos diante da realidade que vivemos, quando afirmam: “Graças a Deus consegui um emprego com carteira assinada e tenho a minha aposentadoria garantida”.

Garantida?????? Por quem?

Será que essas pessoas não sabem o que significa ser aposentado no Brasil?

Será possível que são tão tapadas, que não se dispõem a olhar para dentro da sua própria casa onde, provavelmente, vive algum parente próximo, aposentado, que está sofrendo esta realidade?

Ou será que é burrice mesmo?

Os governantes adoram cantar vantagens, quando falam que aumentou o índice de pessoas que saíram da informalidade, para o emprego com carteira assinada.

Melhorou pra quem? Para o cidadão?

Claro que não, melhorou foi para a arrecadação, porque aí sobra mais dinheiro para o José Roberto Arruda, o Juiz Lalau e vários outros corruptos safados roubarem. É mais recursos para serem enfiados nas cuecas, nas malas, nos paraísos fiscais, nas construções de mansões, no maior enriquecimento dos sindicatos, etc... para depois que descobertos ouvirmos na televisão: “O advogado nega”.

Você, que está trabalhando hoje, ativo, está vendo esta realidade, que já se processa há mais de dez anos, que os políticos insistem em manter, entra uma nova pessoa na presidência da república e a coisa permanece exatamente do mesmo jeito, você ainda acha que a instituição governamental merece credibilidade e a sua confiança em relação a sua aposentadoria?

É óbvio que durante toda a gestão da Dilma e do seu sucessor, seja ele do PT ou do PSDB, vai continuar a mesma coisa.

Não se iluda, isto é o Brasil!

 

A necessidade da Previdência Privada.

 

Ano passado eu mandei um email para toda a minha lista de amigos, falando da necessidade de todo mundo procurar repensar esta questão de aposentadoria, procurando saber o que é previdência privada, saber o que é isto e como funciona, conhecer as diversas opções, procurar saber qual a melhor e optar por uma delas.

Aí aparece um ou outro idiota pra vir me questionar, dizendo que eu estava fazendo propaganda.

Ora bolas, como é que pode alguém falar sobre um assunto sem dar exemplo do que existe no mercado? Será que ninguém pode falar sobre nada, sob a argumentação de estar fazendo propaganda? Por outro lado, existe algum crime em alguém fazer propaganda de alguma coisa, sobretudo quando se trata de produtos que não são maléficos à saúde ou contra os princípios legais e morais?

Se você consegue descobrir um produto que é bom para você, que lhe faz bem, que tem lhe dado demonstração de absoluta transparência, legalidade, moralidade, decência, eficiência e seriedade, por quais motivos você tem que ser omisso, deixando de falar sobre isto para os outros?

Ficar que nem um palhaço, em nome da humildade, sob a argumentação do “é melhor eu não falar nada, para evitar mal compreendidos”?.

Ora, que se danem aqueles que compreenderem mal ou levar as coisas para o lado negativo, o importante é o prazer que lhe dá em saber que muitas outras pessoas se beneficiaram com a informação, se interessaram por elas, tiveram a dignidade em não serem preconceituosas e correram atrás para checarem a informação.

A parceria Dinastia/Sulamérica, em termos de previdência privada, é simplesmente uma maravilha neste país e oferece uma vantagem impressionante em relação a qualquer outra, e é nela que estou, há 4 anos, e colocarei o meu filho, assim que fizer 18 anos.

Mas Alamar, eu nunca ouvi falar. Por que isto não é divulgado?

Uai, por razões óbvias. Você acha que aquilo que contraria os interesses de grandes poderios que adoram tirar proveito das pessoas, aproveitando da desinformação popular, vai ser divulgado pela mídia em geral? Ainda tem a questão do preconceito. O projeto Dinastia/Sulamérica que está há 17 anos no mercado faz sucesso, sem precisar de mídia, por isto a mídia não tem o menor interesse em divulgá-la. Ela cresce só com as pessoas dizendo umas para as outras.

O importante é você não se deixar iludir pela previdência social brasileira, que está falida e a tendência é piorar cada vez mais, como está massacrando os aposentados e pensionistas todos os anos e este ano voltou a dar provas de que não vai mudar nunca.

Vou colocar aqui, a seguir, novamente, o artigo que escrevi há um ano atrás.

 

         Abração.

 

         Alamar

 

Se você não entender bem o que vai ser explicado aqui, por favor, não fique com vergonha de perguntar, posto que se tratam de informações que a grande maioria das pessoas não têm, já que não é divulgado e nem há interesse que as pessoas saibam disto.
 

Artigo que escrevi ano passado

 

Previdência Privada

O assunto é sério e interessante para muita gente

 

A internet é um instrumento extraordinário que a gente tem, principalmente quando a utilizamos de forma útil e objetivos nobres.

Só não podemos é ficar na ilusão de imaginar que todo mundo vai achar útil e nobre todas as nossas iniciativas, porque sempre existem mentes venenosas, perturbadas e complicadas que nunca estão satisfeitas com nada, talvez nem com elas mesmas.

Uma boa lista de e-mails de amigos que temos, pode se constituir num patrimônio que nos dá muito retorno, não necessariamente financeiro, mas outro que não tem dinheiro que pague, que é o prazer e a alegria de receber, como retorno, alguns emails de pessoas dizendo:

- “Muito obrigado. Você não tem idéia do quanto aquele seu email me foi útil, do quanto ele me fez feliz e do valor da informação que você me passou.”

Assim foi em relação a várias dicas que passei, no campo da tecnologia, relatos acerca do comportamental humano e mais recentemente sobre aquelas informações sobre as disfunções sexuais dos homens, (www.sexoclin.com) que a cada dia me traz retornos felizes.

Eu quero agora passar uma outra informação, sem a menor pretensão de estar ensinando nada para ninguém e muito menos passar “verdades” para quem quer que seja. É apenas uma informação para que as pessoas, que a acharem conveniente e interessante, procurem por maiores detalhes, procurem saber mais e tirar a conclusão que quiserem.

Muita gente tem dificuldade com números, é fato, mas muita tem facilidade de entender o assunto.

Quero falar sobre Previdência, assunto que já falei em outro email, há uns dois anos, mais ou menos, mas vale sempre a pena voltar a falar.

 

A Previdência Social brasileira e sua realidade

 

Primeiro temos que falar sobre ela, coisa que muita gente conhece muito bem, mas nunca é tarde relembrarmos.

O Brasil vive uma das mais vergonhosas épocas da sua história, com a triste, estúpida e cruel política adotada, com relação aos pensionistas e aposentados.

Não estou fazendo discurso contra a atual Presidente do País, senhora Dilma Russeff, porque o triste fato não é de autoria dela e sim deliberação da classe política, ao longo de vários anos. Este não é um discurso político, é um manifesto apartidário para ser analisado matematicamente, falando de números e de sobrevivência.

Veja esta realidade:

De cada 100 brasileiros que se aposenta hoje:

 

1% mantém um bom padrão de vida

25% continuam trabalhando

28% dependem de caridade

46% Dependem da ajuda da família

 

Isto é uma vergonha! Saber que apenas 1% dos aposentados brasileiros mantém o mesmo padrão de vida é uma vergonha e um desrespeito à dignidade humana!

Detalhe: Desses 46% que dependem de ajuda da família, 80% vive sofrendo humilhações, dentro de casa, com os parentes absolutamente indiferentes em relação a eles, filhos ou netos adolescentes se aborrecendo por qualquer coisinha que eles fazem ou dizem e até agredindo, em muitos casos. O índice de agressões a idosos é muito maior do que se pode imaginar. Tratados como “velhos chatos” e verdadeiros trapos velhos que não servem mais para nada, esta é uma realidade que ninguém fala, para não expor muito o nível de hipocrisia da sociedade:

- “Porra vovô, ninguém pediu a sua opinião! O seu tempo já era!"

- "Não se meta vovó, não enche o saco.”

É o que mais se ouve dentro de casa, onde tem idosos.

Enfim. Só este tópico que fala da relação da família com o idoso, daria um artigo enorme.

 

Empréstimos para aposentados e pensionistas

 

Nos tempos atuais, quando os bancos e as vampirescas financeiras criaram, com apoio do governo, o tal “empréstimo para aposentados e pensionistas”, um dos mais vergonhosos assaltos passaram a acontecer, de Norte a Sul do País, que é o roubo que muitos parentes fazem, em retirar dinheiro emprestado, para uso próprio, se utilizando dos documentos dos seus idosos, reduzindo drasticamente os valores que eles recebem por mês, que já são pequenos, sem que os mesmos possam dizer nada, sob pena da família explodir. Muitos idosos são obrigados a engolir calados as humilhações que recebem de filhos, genros, noras e netos.

Infelizmente isto é coisa que a imprensa não divulga, porque talvez não seja conveniente jornalística ou comercialmente. Politicamente, temos certeza de que não é.

É uma vergonha a gente ver, todo ano, os políticos anunciarem que o aumento dos aposentados e pensionistas sempre tem que ser menor que o do salário mínimo.

Infelizmente poucos brasileiros possuem capacidade de fazer projeções matemáticas, para perceberem o que acontece ao longo dos anos e o que virá por aí no futuro. Não é opinião pessoal do Alamar, é evidência de uma realidade matemática que ninguém pode contestar, por mais que não goste da dureza do artigo. Ainda bem que a matemática é uma ciência exata.

Um brasileiro que trabalhou por mais de trinta anos, confiando no “forte” e supostamente respeitável nome do Governo Federal, contribuindo e esperando se aposentar com um ganho mensal na faixa de, por exemplo, mais ou menos 8 salários mínimos, que era o mínimo para manter um padrão de vida justo com aquilo que ele sempre viveu, hoje é obrigado a viver com mais ou menos 3 salários, apenas, e, do jeito que a coisa vai, a matemática projeta diminuir cada vez mais.

Com certeza, daqui há alguns anos, do jeito que está, o seu ganho estará na faixa de apenas um salário mínimo, ou menos, caso esse aposentado consiga sobreviver até lá.

Vai reclamar a quem?

Chega eleição, passa eleição, nova eleição e o povo elege os mesmos políticos que adotam a mesma canalhice, em relação àqueles que fazem parte das famílias dos próprios eleitores. Mas já que as famílias não estão nem aí para os seus idosos, aqueles que viveram a vida inteira para formar a sua educação e a sua base, os seus próprios membros vão votando, votando e reelegendo, sem qualquer espaço para racionalidade e justiça.

 

Como será o futuro do trabalhador de hoje?

 

Este trabalhador, que hoje é instrumento de manobra da politicagem demagoga, está aí iludido pelo fato de ter uma carteira assinada, esperando se aposentar daqui há alguns anos, mas não pára pra pensar que a sua aposentadoria será nos mesmos padrões como vivem os que estão aposentados hoje, ou pior.

Se políticos sempre roubaram os cofres da Previdência, se existem inúmeras aposentadorias pagas a pessoas fictícias a até que já morreram, se todo tipo de safadeza e corrupção é feita com dinheiro da Previdência e ninguém vai preso, você vê alguma possibilidade disto acabar no Brasil?

Não é questão de pessimismo, mas está claro que não!!!! A tendência é aumentar os rombos e ter menos dinheiro ainda disponível para os seus verdadeiros donos.

Qual a solução, então?

Passeatas? Ficar comentando dentro de casa, nas esquinas e nos bares com os conhecidos?

Não tem jeito. Com a Previdência Social não tem jeito, infelizmente.

 

Surge a alternativa da Previdência Privada

 

A Previdência Privada é a alternativa que as pessoas têm para que as suas aposentadorias não sejam humilhantes.

O que é essa tal previdência privada? Como funciona?

A previdência privada é um investimento mensal, através de um banco, uma seguradora ou uma empresa especializada nisto.

O seu dinheiro mensal é aplicado no Mercado Financeiro, que é aquilo que a gente vê todo dia no Jornal Nacional e nos demais jornais, escritos ou televisivos, anunciando os índices das Bolsas de Valores. Existe a Bolsa de Valores brasileira, que é a BOVESPA, de São Paulo, e as principais bolsas internacionais, como as Dow Jones e Nasdaq, do famoso Wall Street de Nova York, as bolsas da Alemanha, França, Inglaterra, Japão, etc... Existia também a bolsa do Rio de Janeiro, antigamente, mas hoje não existe mais.

Diariamente você vê os telejornais anunciarem que tal bolsa fechou em alta, a outra fechou em baixa, tem dias horríveis até que todas fecham em baixa, mas o normal é que fechem em alta, porque o objetivo delas é lucrar e não perder.

O interessante é que você tem informações, diariamente, de como estão os índices, para acompanhar como está o rendimento do seu dinheiro.

 

Como você vai investir e quando vai se aposentar

 

O ideal, para exemplo, é fazer investimento de no mínimo 30 anos.

Uma pessoa que começa a investir, por exemplo, aos 20 anos de idade, com uma quantia mensal de 100 reais, considerando uma taxa média de 12% ao ano, durante todo o período, deverá se aposentar aos 55 anos, em condições incomparavelmente melhores que a Previdência Social, com um ganho mensal de mais ou menos R$ 6.500,00.

Poxa, é uma diferença enorme, né?

Nos últimos dez anos, a média anual de rendimentos não ficou só em 12%, ficou bem mais, que ao longo do período a projeção daria mais de 10 mil reais por mês, na aposentadoria, mas eu não vou ficar aqui super estimando os índices, para evitar contestações.

Vou detalhar isto, mais adiante.

Mas antes vamos fazer uma comparação entre a Previdência Social e a Privada aqui.

 

Previdência Social

- Máxima aposentadoria: R$ 3.467,40. Não importa se você pagou para ganhar bem mais como aposentado.

- Déficit atual superior a 40 bilhões de reais. Ou seja, ela já está quebrada.

- Você não pode sacar o montante total depositado após o período de contribuição.

 

Previdência Privada

- Mescla renda fixa e variável, sendo que por lei, varia de 100% em renda fixa a até 49% em renda variável.

- Benefício Fiscal

- Hábito de se fazer uma poupança inteligente

- Manutenção do padrão de vida ao se aposentar

- Você pode sacar o montante total acumulado ao se aposentar.

- Os seus filhos continuam a receber integralmente, porque o patrimônio acumulado é seu. Ao contrário da previdência social, onde você não acumula nada.

 

Vamos explicar isto direitinho:

 

Na Previdência Social, que é a do Governo, a sua aposentadoria será no máximo de 3.467,40 porque o governo determinou isto. Não importa se o seu pagamento mensal seja em valores que matematicamente lhe daria 5 mil, 7 mil ou mais, de rendimentos. Dane-se você, que só receberá esse teto aí que foi determinado, e olhe lá, porque ele ainda vai sendo desvalorizado ao longo dos anos, conforme falado acima.

A nossa Previdência Social, depois de tantos roubos, está praticamente quebrada, pelo seu déficit de mais de 40 bilhões de reais. Mais cedo ou mais tarde a coisa explode.

Quando você se aposentar não terá dinheiro nenhum depositado em seu nome, não terá saldo nenhum, ou seja, não terá patrimônio nenhum.

Já na Previdência Privada, o contribuinte não terá limites do valor mensal a receber e tudo vai depender de quanto ele vai contribuir mensalmente. Se você contribuir para receber, por exemplo, 15 mil reais por mês, o seu ganho mensal vai ser de 15 mil reais, porque ninguém limita nada, o que lhe dará a certeza de uma aposentadoria digna, confortável e num padrão conforme o que você sonhou e trabalhou para tal.

Existe benefício fiscal, pelos valores que você paga mensalmente. Ou seja: pode deduzir no Imposto de Renda.

Você, ao final, terá um patrimônio enorme acumulado, dinheiro que é seu e que passa de pai para filho.

 

Pronto. Já está claro que você não tem a menor dúvida do que seja realmente melhor. Mas tem mais coisas que é preciso falar. Talvez você tenha algumas perguntas a fazer, inclusive.

 

É só depositar, todo mês, esse valor aí que foi exemplificado, que a gente já garante isto?

 

Não. Não é só depositar os 100 reais assim. Existem dois tipos de opções de investimentos que você deve fazer, que é o renda fixa ou renda variável.

O “renda fixa” é uma renda mais segura e garantida, em compensação os rendimentos são menores, por causa dessa segurança.

O “renda variável”, quando os índices são bons, rende muito mais, mas em compensação é mais arriscada, porque há momentos em que os índices caem e ela cai também, pra menos do que o renda fixa.

Então o ideal é que desses 100 reais que você vai investir todo mês, seja aplicado, por exemplo, 40% em renda fixa e 60% em renda variável.

Inclusive há um cálculo, sugerido pelos especialistas, que diz o seguinte: pegar sua idade e subtrair de 80, o resultado aplica-se em renda variável. Exemplo: Uma pessoa com 50 anos deve pegar 80-50=30 (deve fazer uma carteira com 30% em renda variável e 70% em renda fixa)

 

E como a gente vai ficar sabendo quais os melhores percentuais devemos dividir os nossos investimentos?

 

Geralmente a empresa, na qual você está fazendo os seus investimentos, vai lhe dar sempre as melhores orientações, partindo do princípio que ela vive isto no seu dia-a-dia e sabe todos os macetes.

 

Outro fator importante demais

 

É importantíssimo e fundamental você saber escolher com qual o gestor da sua previdência: empresa, banco ou seguradora que vai fazer este seu investimento, porque tem fatores que implicam no seu maior ou menor sucesso, que são

 

1) Rentabilidade nos últimos 5 anos

É necessário você procurar saber isto, para conhecer o histórico do gestor, mas lembrando que rentabilidades passadas não garantem rentabilidades futuras. Há gestores, por exemplo, que nos últimos cinco anos, renderam só um determinado percentual enquanto outros renderam muito mais.

 

2)  Taxa de Administração

É uma taxa cobrada pelo gestor sobre o capital total, incluindo os rendimentos. Muito cuidado com essa taxa, pois ela pode reduzir, e muito, o valor do seu investimento. Há gestores que cobram mais que outros, e nisto você vai perdendo ou vai ganhando.

 

3) Taxa de carregamento

A taxa de carregamento é definida em termos percentuais e incide sobre todas as contribuições que você efetuar a um plano de previdência. Enquanto a taxa de administração tem como objetivo compensar o gestor pelo seu trabalho gerindo os recursos do fundo, a taxa de carregamento busca compensar a instituição financeira pelas suas despesas com corretagem e venda do plano. Ou seja, se o investidor aplica R$ 100,00 mensais com uma taxa de carregamento de 5%, desses 100 reais investidos, R$ 95,00 apenas estão sendo aplicados e R$ 5,00 estão indo diretamente para a instituição contratada. Tem que saber, então, qual a taxa de carregamento. O ideal é que seja abaixo de 5%.

 

É importante mesmo, lembrar que deve-se tomar cuidado na escolha da instituição para este investimento, por causa do seu longo período. Pode-se obter informações sobre a empresa no site da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) na internet. O ideal é ser uma empresa conhecida e referência no mercado.

 

Mas ainda há mais dois outros fatores, opcionais, que você tem na hora de decidir, que são o PGBL e o VGBL.

Que diabo é isto, Alamar?

 

PGBL:

- Permite abatimento das contribuições no Imposto de Renda, em até 12% da renda bruta anual.

- Ideal para declaração completa no IR

- Tributação no resgate sobre o total (contribuição + rendimento)

 

VGBL:

- Não permite abatimento das contribuições no Imposto de Renda.

- Ideal para declaração simplificada, isento do IR, ou quem já abate 12%.

- Tributação no resgate somente sobre os rendimentos.

 

Os bancos querem você investindo

 

Claro. Eles vivem a oferecer previdência privada para os seus clientes o tempo todo, porque cobram altas taxas de administração e de carregamento. Todo mundo vai aceitando, aceitando, aceitando... para agradar ao gerente, sem ter a menor idéia do que seja isto e sem saber, também, que é possível existir outros gestores que não cobram tão alto e lhe proporcionam muito mais.

Se você, que entender bem esta idéia, tiver planos para fazer previdência privada e decidir fazer com o banco com o qual opera, talvez pra ficar bem com o gerente, tudo bem porque é o seu livre arbítrio que está decidindo; mas se achar que quem deve ser mais importante nesta situação é você mesmo e não o gerente, só tenho a informar que existem opções onde taxa de administração e taxa de carregamento quase não existem, o que, por causa disto, vem representar rendimentos bem mais vantajosos.

 

Existe também a portabilidade

 

Algumas pessoas talvez digam:

- “Eu já faço uma previdência privada, com o banco tal, há vários anos”.

Ótimo. É um bom sinal, porque já sabe o que é isto. Só que o fato de fazer com banco, com certeza já paga altas taxas, o que vai implicar em muito nos valores reais dos seus benefícios ao final.

Você pode fazer o que se chama de portabilidade, ou seja, transferir essa sua previdência privada para um outro gestor, onde as taxas são bem mais baixas. Não tem nada de ficar com vergonha, ficar sem jeito na hora de dizer isto ao gerente, achar que deve alguma satisfação ao “seu” banco e coisas desta natureza; afinal de contas, estamos falando de futuro, de coisa séria, de segurança e de vida. Não vá querer ficar na ilusão de que banco vai lhe amparar na velhice, porque pra banco você só é interessante enquanto tem dinheiro para depositar lá. Que se danem os que não têm dinheiro.

E tem outra coisa, a portabilidade de uma previdência privada é GRATUITA e não tem complicação nenhuma. Se alguém vir com conversa de que você vai ter despesa e que vai perder dinheiro, não vá na onda.

 

Mas... se o gestor quebrar?

 

Se há esta probabilidade para uns, há para outros, em igualdade. Não fique aí pensando que banco é cem por cento seguro, porque inúmeros bancos poderosos fecharam. Se nem o governo é cem por cento seguro, para efeito de previdência, conforme o que argumentamos e você está vendo aí, a todo momento, pela televisão, como pode esperar essa perfeição de outros?

O segredo, para esta segurança, está no fato de você criar o hábito de viver acompanhando os informativos econômicos das instituições, pra saber como anda cada uma delas, principalmente aquela onde você aplica, a fim de não ser pego de surpresa.

Banco nenhum quebra da noite para o dia, seguradora também não. As publicações que aparecem diariamente nos cadernos econômicos vão dando notícia de como vai cada uma e você terá tempo suficiente para retirar a sua aplicação de uma e fazer portabilidade para outra, assim que surgir informações ruins sobre a sustentabilidade de cada uma.

As informações que passaremos aos amigos que possam estar interessados em avançar neste assunto, dizem respeito a gestor que tem mais de um século de atuação no mercado, que tem porte gigantesco e segurança que não é menor que nenhuma outra instituição que faz isto no Brasil.

 

Para concluir, digo que é algo muito sério para se decidir, porque implica em investimento a longo prazo, para garantir algo muito sério que é a aposentadoria, e todos os detalhes devem ser observados muito cuidadosamente, sem erro.

 

Fica então a informação básica aí. Se você ficou com dúvida não fique com vergonha de perguntar e procurar por maiores esclarecimentos, porque isto é normal, já que a maioria das pessoas não entende disto.

          Para a apreciação de todos.

 

Com um forte abraço. 

 

 

Alamar Régis Carvalho

 www.alamarregis.com

 

 

 

 

Alamar Régis Carvalho - Analista de Sistemas e Escritor - São Paulo, SP -Orkut - alamarregis  ==== Skype - alamarregis  ==== Facebook
site:
www.alamarregis.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário